Leandre reúne paranaenses para conhecer políticas para as mulheres do Governo Federal

Evento virtual contou com a participação da secretária Nacional de Políticas para Mulheres, Cristiane Britto, e uma aparição surpresa da ministra Damares Alves.


Mais de 100 participantes de 60 municípios paranaenses reuniram-se, virtualmente, na noite da última terça-feira (23), para participar do evento Vozes Femininas do Paraná, organizado pelo mandato da deputada federal Leandre Dal Ponte (PV-PR). O objetivo da reunião, que contou com a presença da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, foi reunir mulheres gestoras e parlamentares para conhecer as políticas para mulheres do Governo Federal.

A secretária Nacional de Políticas para Mulheres, Cristiane Britto, apresentou para as presentes os programas da Pasta, e elogiou a criação no Paraná das procuradorias das mulheres em várias câmaras municipais.

As procuradorias da mulher fazem parte de uma rede de proteção que atua no enfrentamento à violência. É um equipamento que conta com poder fiscalizador de um agente político eleito. E faz toda a diferença.

Cristiane Britto, secretária nacional de Políticas para Mulheres.

A secretária Nacional enalteceu o trabalho da deputada Leandre, que trabalhou pela criação de uma Procuradoria Estadual da Mulher, na Assembleia Legislativa do Paraná, e em conjunto com a Procuradoria da ALEP, ajudou a criar cerca de 20 procuradorias em outros municípios do Estado, inclusive na capital Curitiba.

A ministra Damares surpreendeu as participantes com uma aparição no encontro virtual. Ela afirmou que já passou da hora de revisar as políticas públicas existentes de proteção às mulheres, e criar novos mecanismos para coibir novos tipos de violência.

Em 10 anos, tudo mudou. Hoje temos tipificações de violência contra as mulheres, que há 10 anos não existiam. Então, precisamos adequar a nossa legislação à atual realidade da mulher.

Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Ela também enfatizou a necessidade de combater a violência às mulheres idosas. Segundo Damares, o período da Pandemia da Covid-19 trouxe à tona problemas até então desconhecidos, como a violência de patrimônio às mulheres idosas por exemplo.

O defensor público do Paraná, Dr. Eduardo Pião Ortiz Abraão também abordou a importância da criação das procuradorias da mulher no Paraná.

É um dos grandes projetos que a gente pode utilizar para suprir o déficit da rede de proteção às mulheres, principalmente no interior do Estado, em municípios de pequeno porte.

Dr. Eduardo Pião Ortiz Abraão, defensor público do Paraná.

Leandre agradeceu a presença de todas as participantes. E, juntamente com Eduardo, falou sobre a preparação de um curso às vereadoras, em parceria com a Defensoria Pública do Estado do Paraná.

Quanto mais essa rede de proteção estiver unida, e as mulheres preparadas e munidas de conhecimento, maior a eficácia desta rede na proteção e no desenvolvimento de ações para coibir a violência contra as mulheres.

Leandre Dal Ponte, deputada federal (PV-PR).

A reunião também contou com o depoimento da procuradora da mulher da Câmara de Curitiba, vereadora Maria Letícia Fagundes, e da procuradora da mulher da Câmara de Pato Branco, vereadora Cris Hamera.

FONTE: Deputada Federal Leandre